Bem Vindos ao Blog do Polo Cora Coralina

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Vestibular Para Licenciatura em Artes Cênicas

 

Links: 


sexta-feira, 11 de abril de 2014

UnB realiza VIII Encontro de Coordenadores de Polo

 Durante o encontro, representantes da universidade falaram sobre a meta de levar acervo bibliográfico aos polos, sobre política interna de fortalecimento do EaD dentro da instituição e sobre opções para melhor gerir um polo

Com transmissão pela internet, no início do mês ocorreu o VII Encontro de Coordenadores de Polo da Diretoria de Ensino de Graduação a Distância (DEGD) da Universidade de Brasília (UnB). Foram dois dias de palestras e painéis para os 31 coordenadores dos Polos de Apoio Presencial dos quais a UnB atua pela Universidade Aberta do Brasil (UAB). Promovido anualmente, o encontro tem o propósito de fortalecer o diálogo institucional entre universidade e polos. 

Na solenidade de abertura o reitor Ivan Camargo falou da preocupação para a qualidade do ensino a distância ofertado aos 31 municípios nos quais a UnB está presente. "Nosso desejo é que possamos contribuir na formação desses alunos. Oferecendo palestras e indicações de leitura". Em fala direcionada aos coordenadores de polos, Ivan Camargo agradeceu o empenho de cada um na elaboração na missão compartilhada de melhorar o ensino de base do Brasil.

Dando sequência à mensagem de boas-vindas do reitor, o decano de ensino de graduação, Mauro Luiz Rabelo, falou da meta de levar o acervo bibliográfico para os polos. "Mas digo levar material físico, e estamos trabalhando com empenho para poder tornar isso possível, porque o debate é longo, mas vejo um caminho promissor na educação a distância". Como adendo à fala do decano, o diretor da biblioteca da UnB, Emir José Suaiden, reforçou para os coordenadores repassarem para seus alunos que, desde 2006, todo o material acadêmico produzido pela universidade está disponível no site da Biblioteca Central.

Pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o coordenador-geral da infraestrutura de polos, Jean Marc Georges Mutzig, ressaltou a importância de encontros presenciais como esse, concomitante a sua transmissão pela web. Jean informou que a coordenação da UAB trabalhará em duas frentes: na força do Polo de Apoio Presencial em si pela inovação tecnológica. ele adiantou que, para este ano, será reforçada a linha de atendimento 0800 e um Núcleo de Atendimento irá visitar e aplicar questionários in loco nos municípios. 

Prosseguiu sua falta sobre a responsabilidade de cada um dentro do processo da UAB. Para os coordenadores dos polos, cabe informar à Capes, por exemplo, as datas e horários que determinada sala do polo será utilizada, mas não cabe aos mesmos averiguar se tiverem presentes três ou 30 alunos. "O papel de aferir a frequência das atividades e aplicar as provas é de competência da universidade que oferta determinado curso. Configurando, dessa maneira, o polo e as universidades dois atores que trabalham em conjunto", resumiu.

Pluralidade do Polo

À frente da Diretoria de Ensino de Graduação a Distância (DEGD), a professora Nara Pimentel abriu sua fala afirmando que não cabe mais o discurso de que estamos em um país continental com dificuldades geográficas em levar educação de qualidade aos municípios nos locais mais inóspitos. "Refiro-me à educação de excelência para fortalecer o diálogo e presença do polo em sua localidade". 

Nara apontou aos presentes recém-chegados de viagem que há polos que abrigam até sete instituições de ensino superior diferentes. E que o intuito desses encontros promovidos pela UnB é fortalecer a política do diálogo institucional., bem como a troca de experiências entre polos. Sobre trabalho de extensão, um dos cernes de uma universidade, a diretora sugeriu aos coordenadores que ampliem e potencializem os polos. "A ideia é trazer a comunidade para dentro do polo [...] não se limitem apenas à educação superior. Tornem o local um centro produtor de manifestações culturais, bem como espaço de discussões pertinentes aos municípios". 


Desafios à EaD


Um papel importante desenvolvido pela graduação a distância, pontua Nara Pìmentel, é reverter esse quadro da migração dos jovens do interior para os grandes centros urbanos, contribuindo aos inchaços populacionais e dificultando o desenvolvimento do ensino básico nos municípios  mais distantes das capitais de seus estados.

Caminha junto, nesse desafio da descentralização da educação, o combate à evasão dos alunos da UAB. "Cada instituição tem a obrigação de oferecer um ensino de excelência  e estimular seus alunos. Mas, na outra ponta, a universidade não vive o dia a dia de cada discente, e peço com a colaboração de vocês [abrangendo a equipe mantenedoras dos polos] para auxiliar os alunos, dentro de suas adversidades, a concluírem os cursos ofertados", disse.

Nara discorreu sobre o tema contando sobre um caso emblemático colhido no trabalho em campo. Na ocasião da inauguração do polo de Calvacante-GO, o depoimento de uma das tutoras presenciais sensibilizou toda equipe da EaD/UnB. "Ela se formou na primeira oferta ocorrida em Alto Paraíso  de Goiás, 90 quilômetros distante de Cavalcante. E relatou que seu desejo de trabalhar na UAB foi inspirado na própria tutora. Pelo empenho que a mesma teve de estimular a turma a não desistir e concluir o curso". A diretora da DEGD prosseguiu contanto que, quando essa atual tutora presencial era aluna, pensou várias vezes em desistir, mas só não o fez por conta da motivação de sua então tutora e, por isso, deseja fazer a mesma coisa com a sua turma de Cavalcante, empenhar-se ao máximo para não ocorrer nenhuma evasão. 

Essa meta de erradicação das evasões entra entre as questões administrativas a serem tratadas. Sobre o tema, a professora Nara sugeriu aos presentes para criarem Conselhos de Gestão de Polos. "A experiência nos ensinou que não é possível centralizar todas as decisões em uma única pessoa. Porque decisões pensadas coletivamente geralmente são mais justas", concluiu.

 Diretoria de Ensino de Graduação a Distância

Antes, na condição de coordenadoria, o início de 2014 foi marcado pela transição do núcleo para uma diretoria da UnB. Diante desse novo cenário, Nara disse que o foco da DEGD é fortalecer cada curso, incentivando as respectivas unidades acadêmicas à "integrar cada vez mais os cursos dentro dos processos de avaliações institucionais". Concluindo, a professora disse que o foco é diminuir a massificação dos cursos para que por meio de uma normatização, cada curso, dentro de suas especificidades, utilize as plataformas tecnológicas de maneira autônoma e cada vez mais integrada a sua faculdade.

Reportagem: Pedro Wolff
Fotos: Mesa de Abertura - Rafael Mattos / Mesa e público - Diego Nogueira




segunda-feira, 7 de abril de 2014

VESTIBULAR 2014 - UFG

A Universidade Federal de Goiás está oferecendo 50 vagas para o curso de Licenciatura em Artes Cênicas, na modalidade a distância, para o Polo Universitário   de Apoio Presencial "Cora Coralina" - Alexânia/GO.

O Processo Seletivo se destina aqueles que tenham concluído o Ensino Médio.

As inscrições para exame serão realizadas de 8 a 24 de abril, exclusimaente via internet, no sítio www.vestibular.ufg.br, onde o candidato terá acesso ao Edital do Processo Seletivo. 

As provas do processo seletivo 2014-2 serão realizadas em maio e junho desse ano. No dia 15 de abril, o Manual do Candidato já estará disponível no www.vestibular.ufg.br. As provas da 1ª etapa serão realizadas no dia 18 de maio. Nos dias 8 e 9 de junho, os candidatos inscritos farão as provas da 2ª etapa. A verificação de habilidades e conhecimentos específicos será realizada em Goiânia nos dias 10 e 11 de junho. A publicação da lista de aprovados em primeira chamada está prevista para o dia 11 de julho de 1014.

O valor da inscrição é de R$ 130,00 (cento e trinta reais).


Polo Universitário "Cora Coralina"